O Fim do Buy and Hold?

Se você quer investir em ações ou já investe utilizando a estratégia do Buy and Hold então você deve ficar atento.

Uma série de acontecimentos recentes mostra a grave crise mundial pela qual passa o setor de auditorias.

E o mais impressionante é que ninguém está dando a devida importância sobre isso.

Auditorias são aquelas empresas contratadas para aprovar os balanços financeiros divulgados pelas empresas da bolsa de valores.

Porém, gigantes da bolsa já chegaram a falir, mesmo após grandes auditorias terem comprovado que a saúde financeira dessas empresas estava bem.

Isso quer dizer que se você faz o Buy and Hold baseado somente nesses números, então você corre um sério risco de investir em uma empresa ruim, sem saber.

Ou seja, as maiores auditorias do mundo, que deveriam estar ali para ajudar você, estão trabalhando profissionalmente contra você.

Ao invés de exporem as fraudes, elas estão escondendo essas fraudes de você.

Mas fique tranquilo, pois existe uma solução para evitar tudo isso e permitir que você conquiste altas rentabilidades com o Buy and Hold.

Continue lendo para descobrir:

  1. Porque o Buy and Hold tradicional está com seus dias contados
  2. Soluções que na verdade são problemas
  3. A única saída para você vencer essa ameaça de uma vez por todas
Se você quer saber como investir em ações e ter altos retornos com segurança, baixe grátis agora o eBook A estratégia definitiva para vencer na bolsa de valores.

Agora chegou o momento de você se livrar dessa ameaça que praticamente ninguém da mídia do mercado financeiro está comentando.

Porque o Buy and Hold Tradicional Está Com Seus Dias Contados

Estudar os balanços financeiros auditados das empresas, ver que ela apresenta lucros consistentes, dívida controlada e caixa sadio seriam o suficiente para você comprar ações de uma empresa de olhos fechados a qualquer preço e ter sucesso.

Mas infelizmente hoje, isso já não é mais o suficiente.

Mesmo em posse dessas informações auditadas, você ainda pode ser enganado.

Um exemplo disso é uma notícia muito grave que a revista VALOR publicou em julho de 2018 e que poucos do mercado financeiro comentaram.

Caso você não saiba, a KPMG é uma das maiores empresas do mundo de auditoria.

Ela faz parte do seleto grupo de auditorias que são conhecidas como as “Big Four” que também são compostas por Ernest & Young, Price Waterhous Coopers e Delloite.

Seriam como as Bluechips do setor de auditoria.

Esse é o grupo das 4 maiores empresas de auditoria do mundo, que juntas, ficam com uma parcela muito grande de toda receita do setor. Por isso, alguns especialistas dizem que elas se tornaram grandes demais para quebrar (too big to fail).

O que é muito preocupante.

As empresas de auditoria são responsáveis por verificar e aprovar os números dos balanços que as empresas (da bolsa de valores ou não) divulgam.

É com base nessas informações que muitos investidores espalhados pelo mundo inteiro realizam a análise dos fundamentos para tomar sua decisão de investimento.

Porém, uma série de escândalos envolvendo as Big Four têm preocupado autoridades do mundo inteiro. Tanto que em 2014, na época do escândalo das contas da Petrobrás, já se falava em “padrão Big Four”.

E isso, logicamente, fez com que muitos investidores ao redor do mundo, principalmente os Buy and Holders tivessem prejuízos incalculáveis na bolsa.

DESDE 2002 AS AUDITORIAS NÃO CUMPREM DEVIDAMENTE COM O SEU PAPEL

Um dos casos mais marcantes foi o escândalo da empresa americana ENRON, que inflou seus lucros nos balanços escondendo um grande rombo em suas contas.

Auditada pela Arthur Andersen, uma das maiores auditorias da época, a ENRON faliu “de uma hora pra outra” sem que ninguém desconfiasse.

Os insiders, logicamente, venderam todas suas ações no topo antes que os verdadeiros números viessem à público.

Já os investidores comuns, junto com os fundos de pensão de milhares de trabalhadores, infelizmente, tiveram prejuízos na casa dos US$ 180 bilhões.

Imagine você perder todas economias da sua vida por causa de uma fraude tão escandalosa como essa?

O caso foi tão grave que a Arthur Andersen também faliu após esse acontecimento.

Muitos especialistas acreditavam que esse seria um caso isolado … só que eles estavam enganados.

Muitos outros casos de fraudes envolvendo as Big four já surgiram desde então.

Temos até empresas brasileiras envolvidas nisso.

Quem não se lembra do Banco Panamericano, que pertencia ao Sílvio Santos e que quebrou por conta de fraudes. Veja em destaque qual era a auditoria.

Temos o caso da empresa de telefonia OI de capital aberto, envolvida em vários escândalos e que pediu recuperação judicial (procedimento para impedir que os credores peçam sua falência).

Mesmo num momento tão delicado, um outro escândalo envolvendo uma das Big four apareceu.

Para finalizar os exemplos das Big Four, revelo para você o caso que aconteceu com o Banco Cruzeiro do Sul, onde duas Big Fours estavam envolvidas.

Existem inúmeros casos de fraudes envolvendo as Big Four no mundo inteiro, mas aqui, vou falar somente dos casos mais importantes envolvendo a auditoria que mais audita balanços de empresas da bolsa de valores brasileira – a KPMG.

Fonte: site oficial KPMG

Continue lendo para saber o que você deve fazer para evitar ser mais uma vítima da contabilidade criativa profissional.

EM 2017 A KPMG TEVE SEUS BENS CONFISCADOS AQUI NO BRASIL

Segundo reportagem divulgada pela EXAME em 2017 …

“A 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo determinou que os bens da KPMG ficassem disponíveis para pagar os credores do banco BVA, que era auditado pela KPMG até ser liquidado pelo Banco Central em junho de 2013.”

Isso porque a investigação apurou que existiam evidências de negligência por parte da KMPG em NÃO divulgar “a existência de graves fatos” apurados.

Ou seja, a BVA estava em uma situação muito ruim, a KPMG não viu nada de estranho e pouco tempo depois, o banco BVA faliu, deixando seus investidores no prejuízo.

Por isso, ela foi declarada como culpada nesse processo e teve seus bens confiscados para pagar aos que emprestaram dinheiro à BVA.

TAMBÉM EM 2017, A KPMG SE ENVOLVEU EM UMA SÉRIE DE FRAUDES NA ÁFRICA DO SUL E FOI EXPULSA DE LÁ

A família Gupta, uma das mais ricas da África do Sul, mantém relacionamento estreito e corrupto com seu presidente Zuma.

E no meio de tudo isso, se encontra a KPMG, acusada de esconder fraudes fiscais das empresas da família Gupta.

Aqui nenhuma empresa quebrou, mas mostra que a KPMG falhou por diversas vezes em cumprir a sua função de auditar balanços e divulgar números corretos para o público.

Esse envolvimento com a corrupção no país fez a KPMG demitir executivos do alto escalão e ser expulsa da África do Sul.

AGORA EM 2018, A BOLA DA VEZ FOI UMA GRANDE EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL A CARILLION QUE FALIU SEM QUE NINGUÉM DA KPMG EMITISSE QUALQUER ALERTA

O título da reportagem abaixo é claro: “Por que ninguém trabalhando com a Carillion disse que ela ia falir?”

E ainda continua:

“Quando duas blue-chips do setor de auditoria não percebem uma sobre valorização perto de 1 bilhão de libras nos ativos da empresa, existe um grave problema.”

1 bilhão de libras A MAIS nos números da empresa e ninguém percebeu nada!

Agora …

Vai você deixar de declarar R$ 1 mil no seu Imposto de Renda pra ver se você não cai na malha fina.

Esse foi um caso mais grave ainda, já que envolvia tanto a KPMG quanto a Deloitte (duas das Big four).

A essa altura você talvez esteja se perguntando: mas como isso é possível Bruno?

Isso fica mais fácil de entender quando você vê que, só nesse caso da Carillion, a KPMG recebeu honorários de 1,4 milhões de libras para soltar um relatório dizendo que estava tudo certo com as contas da empresa.

Um honorário que ela vem recebendo anualmente desde 1999.

Enquanto pensionistas, investidores e funcionários da empresa ficaram com o prejuízo, mais uma vez, a KPMG ficava com seus honorários milionários intactos.

E sabe o que é pior?

MESMO COM TODOS ESSES ESCÂNDALOS, A KPMG AINDA CONTINUA NA ATIVA E FECHANDO CONTRATOS NOVOS

E os mais novos clientes da KPMG são a mineradora Rio Tinto e a empresa de telecomunicações BT.

Todos esses escândalos, mais 3 ex-parceiras da KPMG foram investigadas tanto pela SEC (órgão regulador do mercado norte americano) quanto da PRA (Unidade de regulação prudencial do Banco da Inglaterra).

Mas até que as autoridades fizessem algo, muitas famílias perderam tudo que tinham e viram seus sonhos de uma vida melhor se evaporarem junto com as empresas auditadas pela KPMG.

E tudo isso aconteceu em países de primeiro mundo como EUA e Europa, onde a honestidade e competência dos órgãos reguladores é maior do que aqui no nosso país.

Isso tudo acende um grande alerta: basear sua estratégia de Buy and Hold somente na análise fundamentalista é muito perigoso.

Portanto, ou você descobre uma maneira de driblar essas fraudes e sair no lucro, ou você, será mais uma das vítimas desses golpes financeiros e pode ter grandes prejuízos.

 Problemas Disfarçados de Soluções

Existem alguns erros igualmente fatais que os investidores cometem na tentativa de se livrar das fraudes da análise fundamentalista.

Veja agora quais são elas.

a) Comprar e vender no curto prazo para não casar com nenhuma empresa

O longo prazo ainda é a melhor estratégia para você enriquecer exponencialmente, você só precisa saber como ter mais segurança.

Muitos investidores acham arriscado, principalmente no Brasil, concentrar seu dinheiro nas empresas visando o longo prazo. E até entendo essa preocupação.

Só que o trading é uma estratégia com margens de lucro pequenas, trabalhosa e que quase ninguém conseguiu utilizar para enriquecer.

O trader de maior sucesso da história foi Jesse Livermore, que após quebrar pela terceira vez fazendo tradings cometeu suicídio.

Então é errado pensar que o trading é a solução, pois a solução está apenas em aplicar o buy and hold de maneira mais segura. 

E isso você vai aprender daqui a pouco, continue lendo.

b) Investir em Bitcoin e criptomoedas

Evite investimentos especulativos, o seu risco será tão grande quanto ou até maior.

Sinceramente, já tentei analisar os fundamentos dessa moeda e simplesmente não consegui ver um futuro claro para elas.

Também não sei para quem reclamar se minhas criptomoedas sumirem da minha carteira virtual.

Se você investe em Bitcoin, tudo bem, mas fica o alerta.

Existem muitos riscos desnecessários que você corre ao investir em algo que é incerto, que não é rastreável e que não possui um histórico de pelo menos 10 anos de sucesso.

Então esse também não é o investimento que vai fazer você largar seu trabalho e viver de renda com tranquilidade.

c) Operar mini-índice, Forex ou opções

Muitos investidores, sabendo do risco da bolsa de valores, pensam: vou fazer de tudo para ganhar o máximo de dinheiro o mais rápido possível para não ter que depender da bolsa no longo prazo.

Ou seja, enxergam a bolsa de valores como um grande casino, acham que vão se divertir, acertar uma única grande tacada e vão sair ricos dali.

E o tipo de investimento preferido dessas pessoas são as operações alavancadas.

Que são operações onde você investe com dinheiro emprestado.

O seu lucro pode ser imenso, mas o prejuízo (que facilmente chega na casa dos milhões) pode acabar com a sua vida e da sua família para sempre.

Veja, você não precisa fazer isso para enriquecer.

Os bilionários da bolsa de valores brasileira como Luiz Barsi e Lírio Parisotto enriqueceram fazendo o feijão com arroz.

Sem cometer essas loucuras que muitos cometem.

Portanto, evite partir para a alavancagem, pois as chances estão contra você.

Ao invés de buscar altas rentabilidades aumentando o seu risco … busque altas rentabilidades com riscos cada vez menores.

Como?

Com a ajuda de quem é especialista no assunto … os tubarões da bolsa.

A Saída Mais Inteligente Para Esse Problema

Veja como existem muitas armadilhas no mercado financeiro.

Se você não for capaz de vencer o sistema, então o sistema vai vencer você em algum momento.

Ou vai ser causando grandes prejuízos … ou vai ser permitindo apenas uma rentabilidade mediana, que não bate nem a renda fixa.

Sem um bom plano de investimento, dificilmente um investidor comum terá chances de vencer na bolsa de valores.

Mas essa era a má notícia, agora vou falar da boa notícia …

Imagine se você tivesse à sua disposição um radar que mostrasse o exato momento que grandes investidores estão comprando uma ação?

E os grandes investidores, como você já sabe … jogam para ganhar!

Eles têm acesso a informações privilegiadas (de maneira totalmente legal), possuem contatos estratégicos e ficam longe casos de fraudes contábeis como esses que você acabou de ver. 

Falo de investidores como Warren Buffett, Luiz Barsi, Lírio Parisotto e muitos outros bilionários anônimos.

Imagine se você pudesse sentar na frente do seu computador, ativar esse radar e ver que existe um fluxo intenso de dinheiro vindo de grandes investidores comprando uma determinada ação.

Dessa maneira, bastaria você investir no mesmo momento e nas mesmas ações que eles.

É por isso que eu falo que essa é a solução mais inteligente que você tem disponível hoje, para conquistar altas rentabilidades na bolsa de valores com risco quase zero.

De fato, é dessa maneira que tenho investido desde 2008 com muito sucesso.

Recentemente cheguei a conquistar uma rentabilidade de 162,43% em apenas 12 meses com no máximo 30 minutos de dedicação semanais.

Sim, foi um resultado fora da curva, mas que aconteceu e que pode acontecer de novo.

Fora esses, consegui rentabilidades acima de 100% em diversas outras ocasiões que demoraram 2 anos em média.

Mas ainda assim, um excelente resultado … e sem ter que correr riscos desnecessários.

Apenas, comprando ações no mesmo momento que grandes investidores e fazendo o Buy and Hold para o longo prazo (só que de um jeito bem mais seguro).

Caso você queira saber mais como isso é possível, acesse esse documento exclusivo e gratuito que ofereço aos leitores do blog.

Trata-se de um relatório simples onde coloco o passo a passo de como você pode ter a ajuda dos grandes investidores para conquistar altas rentabilidades na bolsa.

Qualquer dúvida ou comentário pode me enviar por aqui.

 

Abraços e sucesso,

Bruno Kataoka

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of