[Análise Técnica X Análise Fundamentalista] A Grande Verdade Revelada

AT x AF2

A alguns anos atrás, eu enfrentava uma decisão extremamente difícil.

Decidido a largar a vida de Trader e me tornar um autêntico Buy and Holder …

Aprendi com os maiores investidores do mundo, como Warren Buffet, que  para ter sucesso eu precisava analisar as empresas através da Análise Fundamentalista … e esquecer a Análise Técnica.

Disciplinado que sou e sempre respeitando os mais experientes, mergulhei de cabeça no estudo dos fundamentos.

Entretanto, foi aí que começou o meu grande dilema, pois quanto mais eu estudava a Análise Fundamentalista mais eu enxergava como a Análise Técnica poderia me ajudar a tomar melhores decisões de investimento.

O que eu deveria fazer?

Seguir o conselho dos mais experientes ou seguir a minha intuição?

A intuição falou mais alto.

Posso dizer que foi muito difícil ir contra o que minhas maiores referências pregavam, seguir um caminho totalmente diferente e sem garantias de sucesso.

Entretanto, depois de muito esforço, consegui transformar meus resultados e minha qualidade de vida para muito melhor.

Hoje não gasto mais do que meia hora por semana para acompanhar minha carteira e enxergar claramente os melhores momentos para comprar ações de boas empresas.

Talvez por fazer o que poucas pessoas fazem eu tenha tido sucesso, pois segundo as estatísticas, apenas 5% dos investidores tem sucesso no longo prazo, ficando com grande parte do dinheiro dos 95% que só perdem.

Então, se você quiser saber como combinar as duas análises para:

  • ganhar 10x mais eficiência e ter mais tempo livre …
  • melhorar seu resultado em 2x ou mais para conquistar sua liberdade financeira …
  • investir com as maiores chances de sucesso ao seu favor para ter mais tranquilidade …

Você está no lugar certo.

Interessado pelo assunto? Então clique em algum dos símbolos acima e compartilhe esse post no Facebook, LinkeDin ou Twitter para juntos, ajudarmos mais pessoas a investirem de maneira mais eficiente e conseguir melhores resultados.

Além de saber analisar as empresas e o melhor momento para comprá-las, existem outros pilares importantes a serem respeitados. Baixe agora GRÁTIS o eBook "A Estratégia Definitiva Para Vencer na Bolsa de Valores" se você quiser maximizar o seu lucro e minimizar o seu risco.


Você vai ver qual o ponto forte e o ponto fraco que cada tipo de análise possui para entender como elas se complementam. Mas é importante salientar que essa explicação que você vai ver, foi idealizada sob medida para o investidor que é Buy and Holder.

Análise Técnica 

Análise Técnica

Esse tipo de análise estuda a movimentação de preços através de gráficos e indicadores auxiliares para que o investidor consiga enxergar qual o melhor momento para realizar sua compra ou venda.

Todos seus fundamentos são baseados nos 6 princípios da Teoria de Dow:

  • os preços e índices (Ibovespa, Dow Jones etc) descontam tudo, fundamentos, notícias e acontecimentos
  • os mercados se movem em tendências: primária, secundária e terciária
  • cada tendência possui 3 fases de evolução
  • princípio da confirmação dos índices pelos indicadores setoriais
  • as tendências devem ser acompanhadas pelo aumento no volume de dinheiro das negociações
  • as tendências se mantém até que sinais de reversão se confirmem

Todos esses princípios fazem sentido nos dias de hoje, mas na época que foram idealizados (colocar ano) eles significavam um avanço e tanto nos estudos da dinâmica dos preços.

Vou deixar para uma outra oportunidade para falar sobre cada um deles, mas quero que você preste atenção principalmente no primeiro princípio, onde Dow afirma que os preços descontam tudo.

Esse princípio deve ser interpretado com muita cautela pois a maioria dos investidores acha que só de estudar o movimento de preços, já é possível validar a qualidade dos fundamentos de qualquer empresa e acham que utilizar a Análise Fundamentalista é perda de tempo.

Só que isso é errado!

Para estudar os fundamentos das empresas já existe a Análise fundamentalista, uma escola com larga experiência que é capaz de desvendar os fundamentos de qualquer empresa de maneira muito mais clara, segura e precisa do que a análise técnica.

Essa interpretação errada, que dá um poder quase que sobrenatural ao gráfico, acaba criando uma verdadeira legião de traders frustrados que criam a expectativa de conseguirem enxergar as melhores oportunidades com segurança e no final acabam quebrando a cara.

Daí se conseguem sobreviver, tornam-se buy and holders e saem falando mal da Análise Técnica.

Análise Técnica: como utilizar

Concordo com todos os princípios de Dow, mas defendo que esse primeiro princípio deve ter um outro tipo de interpretação.

Eu entendo que os preços conseguem descontar quase tudo sim, mas principalmente quando o “dinheiro inteligente” está entrando comprado com mais força em alguma ação.

E os donos do dinheiro inteligente são justamente os grandes investidores, que possuem larga experiência, contatos, talento e principalmente, muito dinheiro para ser investido.

Então, quando o dinheiro inteligente resolve entrar no jogo, pode ter certeza de que ele está quase 100% certo do que está fazendo e, portanto, ele entra pesado, no melhor momento possível para assim ganhar muito mais dinheiro do que já tem.

Por esse motivo, é possível enxergar com clareza em diferentes momentos quando o dinheiro inteligente começa a mudar a rota dos preços de uma ação. Mas as pistas que deixam para trás é muito mais visível nos fundos gráficos mais importantes.

Para entender melhor, observe esse gráfico do Ibovespa durante a crise de 2008, os preços caíram rapidamente até o patamar de 30 mil pontos, local onde a queda foi freada e os preços começaram a oscilar lateralmente até a reversão.

 

AT X AF Ibov

Esse fundo se formou porque, nesse patamar de preços, a lei da oferta e procura foi alterada.

Na grande queda durante a crise, a oferta era muito maior que a procura por ações, era muita gente querendo vender ações para pouca gente querendo comprar, o que fez com que os preços caíssem a uma velocidade muito rápida.

Até que no patamar de 30 mil pontos a procura aumentou, começou a se equilibrar com a oferta e fez com que a queda fosse freada.

Esse é um sinal de que o dinheiro inteligente entrou em cena.

Por entender que essa era uma excelente oportunidade de comprar ações de boas empresas por um preço baixo, o dinheiro inteligente entrou e entrou com força.

O que se seguiu foram semanas onde havia um equilíbrio na oferta e procura, até que em meados de março de 2009 a procura finalmente aumentou muito mais que a oferta e os preços reverteram.

Logo, essa é a maneira correta de um Buy and Holder utilizar a Análise Técnica: identificar os fundos principais que representam as grandes reversões de preços, pois nesses pontos, o dinheiro inteligente enxergou que o preço a ser pago pelas ações era barato.

Conseguindo identificar esses pontos, você consegue enxergar o movimento do dinheiro inteligente e entra junto com ele no mercado.

O que acontece depois da reversão é totalmente aleatório, as quedas dentro das tendências de alta são imprevisíveis e se você for um Buy and Holder, não terá que se preocupar com nada disso.

Para que consiga identificar os passos do dinheiro inteligente você só precisa seguir 2 passos:

  • colocar o gráfico na periodicidade semanal, pois assim você enxerga o panorama geral e não apenas uma pequena janela de tempo, o que facilita enxergar os fundos principais
  • coloque indicadores que mostrem claramente o momento que os fundos principais do passado se formaram, quanto mais fundos eles forem capaz de sinalizar, melhores serão esses indicadores no futuro

Agora, comprar uma ação só porque ela está aparentemente próxima de reverter sem olhar os fundamentos é um grande erro.

Pois você deve se preocupar sim com as quedas e ir buscar na análise dos fundamentos se realmente a empresa está passando por dificuldades ou se ela está até melhor que no passado, mas está sendo vítima do pessimismo geral de mercado.

Análise Fundamentalista 

Análise fundamentalista

Essa é a análise que vai dizer claramente se uma empresa é lucrativa, bem administrada e se tem condições de continuar crescendo ao longo dos tempos.

Você deve utilizá-la em 2 momentos: quando vai escolher em quais empresas investir e quando os preços chegarem num patamar gráfico de possível reversão.

Análise Fundamentalista: como utilizar

Para escolher empresas, você deve observar a empresa a partir de 2 aspectos:

  • análise qualitativa: para saber qual a posição da empresa no setor em que atua, quais são seus diferenciais competitivos, como ela faz para lucrar, quais são os riscos e o quanto ela lucra.

Para aumentar sua segurança, você deve buscar investir mais em empresas que são líderes ou estão entre as melhores em seu setor, isso por si só já garante bastante solidez à sua carteira.

  • análise quantitativa: onde você vai analisar os balanços da empresa de pelo menos 10 anos atrás até a atualidade e ver se ela tem conseguido aumentar o seu lucro, controlar sua dívida e crescer sustentavelmente.

Quanto melhores suas finanças, mais segurança você vai ter.

Como combinar a Análise Fundamentalista com a Análise Técnica

Lembre-se que as emoções atingem a todos investidores, com muita ou pouca experiência, e fazem com que boas empresas sejam negociadas a preços baixíssimos durante os momentos de maior pessimismo do mercado financeiro.

Não é incomum encontrar, durante as crises, boas empresas que estão, inclusive, com lucros maiores que no passado, sendo negociadas a um preço muito abaixo do que quando estavam com lucros menores.

Então, a Análise Fundamentalista é ótima para dizer se uma empresa realmente é sólida financeiramente e tem o que precisa para superar as crises e continuar crescendo.

Entretanto, ela é muito fraca em relação a identificar o melhor preço para se comprar uma ação.

Isso porque não é a especialidade dela, é muito difícil e trabalhoso precificar a ação de uma empresa de maneira segura levando em consideração apenas os números de seus balanços.

Para analisar os preços de uma ação, já existe a Análise Técnica, que possui vasta experiência no estudo de movimentação de preços e consegue mostrar com muito mais clareza, rapidez e facilidade o momento que os preços estão próximos de reverter.

É verdade que Warren Buffet conseguiu ter um estrondoso sucesso somente com a Análise Fundamentalista, mas ele é um ponto fora da curva: tem um talento nato, é economista graduado, tem contatos em várias grandes empresas, tem tempo para correr atrás de tudo isso e uma equipe que trabalha todos os dias o dia inteiro analisando os inúmeros dados das empresas que tem interesse em investir.

Se você não tem tudo isso, fica muito mais difícil prosperar na bolsa de valores usando o Valuation, que é a técnica que ele utiliza para comprar boas empresas a um preço baixo.

É possível ter sucesso usando o Valuation?

Sim, é possível, muitos Buy and Holders utilizam o Valuation, inclusive os grandes gestores de fundos e especialistas de mercado, que também possuem suas equipes, lançam mão desse tipo de estudo para fazer suas recomendações e investimentos.

Mas para isso você terá muito mais trabalho do que simplesmente analisar um gráfico. Veja neste vídeo como faço para combinar as duas análises e conseguir resultados expressivos, com pouco tempo de análise e que se sustentam no longo prazo. Clique aqui para ver como você também pode conseguir o mesmo.

Sem contar que o Valuation tem uma grande dose de subjetividade, o que pode incomodar o seu psicológico e no final, você pode vender no prejuízo uma ação de uma boa empresa por não ter a confiança necessária para aguentar períodos mais difíceis de queda e volatilidade dos preços.

“A mente falha muito antes da sua capacidade de aguentar a alta volatilidade de preços que antecedem as principais reversões”

Logo, para que você faça uma análise mais rápida, assertiva e segura, siga esses 3 passos:

  1. No momento que o gráfico sinalizar que os preços estão chegando em um patamar de possível reversão e respeitar esse patamar com uma freada na queda de preços, você deve trocar de ferramenta e usar a AF para verificar a saúde financeira da empresa.
  2. Estando os fundamentos da empresa em ordem, você faz começa a fazer suas compras, pouco a pouco para não colocar muita pressão nos seus ombros.
  3. Aguarde pacientemente pela reversão e só venda a empresa caso seus fundamentos piorem muito.

Seguindo esses passos, você consegue analisar os pontos mais importantes de uma empresa: preço e valor.

Como você vai utilizar a melhor solução para cada um desses dois problemas, a sua eficiência e clareza na hora de investir vai ser muito maior.

Se você usar somente a Análise Técnica, você nunca vai saber se uma empresa realmente tem bons fundamentos e nunca vai saber se ela está sendo injustamente sub-avaliada ou se ela está realmente com algum grave problema operacional.

As chances são de que você perca o seu controle emocional diversas vezes, tenha muitos prejuízos e depois de muito apanhar do mercado desista de investir em ações.

Se usar somente a Análise Fundamentalista, você tem mais chances de vencer, mas vai fazer uma análise muito mais demorada, subjetiva e vai sacrificar um tempo de qualidade que você poderia estar utilizando com atividades mais prazerosas.

Isso porque ela não consegue analisar os preços da maneira mais eficiente e clara possível, pois eles mudam em uma velocidade muito mais rápida do que o processo de avaliação da Análise Fundamentalista.

Combinando o melhor que cada escola tem a oferecer, consegui recuperar todo dinheiro que perdi durante a crise de 2008 e ainda mais do que dobrar a quantia inicial investida.

Tudo isso sem ter que me estressar com más notícias, opiniões de analistas e volatilidade de preços.

E com apenas 1 dia de dedicação por semana, no máximo.

E se eu consegui, você também consegue!

Clique aqui para saber um pouco mais sobre esse método e veja como ele pode ajudar você conquistar muito mais rentabilidade, com muito menos esforço e com mais segurança que a maioria dos métodos que existem por aí.

Entretanto, existem diferentes tipos de técnicas e cada um usa a que for melhor para si. Eu me senti mais seguro fazendo essa combinação que muitos falavam que tinha tudo para dar errado.

Gostaria de ouvir sua opinião sobre esse post e quem sabe até alguma contribuição que você possa dar para complementar o conteúdo desse assunto.

Espero ter ajudado, qualquer dúvida estarei por aqui.

Um grande Abraços

– Bruno kataoka

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of