4 Formas de Criar Renda Passiva Mensal Com Pouco Dinheiro

renda passiva mensal

O sonho de viver da renda passiva mensal que nossos ativos produzem é o sonho de 10 em cada 10 investidores que leram o livro Pai rico, Pai pobre de Robert Kiyosaki.

Afinal, quem não gostaria de ganhar dinheiro todo mês, sem ter que trabalhar e demitir o seu patrão para sempre?

Se esse é o seu desejo, descubra agora 4 formas de criar renda passiva mensal que você pode começar a construir a partir de agora, mesmo que tenha pouco dinheiro:

  1. Ganhar dinheiro com segurança no Tesouro Direto e criar uma renda passiva mensal.
  2. Gerar uma renda extra mensal com Fundos Imobiliários focados em aluguel.
  3. Fazer dinheiro na crise com o mercado de ações e criar renda passiva com dividendos.
  4. Ganhar dinheiro na internet com sites de nicho.

Interessado no assunto? Então clique em algum dos ícones acima e compartilhe com seus amigos, quem sabe vocês não caminham juntos nessa jornada de viver da renda passiva?

Afinal, sozinhos vamos mais rápido, mas juntos, vamos muito mais longe!

Dentre as 4 maneiras de criar renda passiva com pouco dinheiro, considero o investimento em ações o mais promissor. Descubra agora nessa vídeo-aula GRATUITA (por tempo limitado) como você pode conquistar altas rentabilidades na bolsa, com risco QUASE zero mesmo que você seja um iniciante.


Cada uma dessas formas de gerar renda passiva, possuem características únicas, que devem obrigatoriamente serem levadas em consideração para que você tenha sucesso na sua jornada.

Apesar de ser possível começar com pouco dinheiro, para que você consiga de fato criar uma boa renda passiva, você terá que aportar mais dinheiro regularmente.

Portanto, continue lendo para saber quais os detalhes de cada uma delas e descobrir como criar uma boa renda passiva.

Ganhar dinheiro com segurança no Tesouro Direto e criar uma renda passiva mensal

renda passivaDe todas que mostro aqui, investir no Tesouro Direto é a forma mais fácil, simples e segura de se construir renda passiva com pouco dinheiro.

Pois para que você tenha sucesso, basta investir todo mês seu dinheiro em algum dos 3 tipos de títulos e carregá-los até o vencimento.

E o melhor de tudo é que com apenas R$ 30,00 você já pode começar a investir no Tesouro Direto.

Foque no longo prazo, pois o objetivo é que você acumule uma quantia suficiente que rendam juros e paguem pelo seu estilo de vida através da renda passiva.

Como começar?

Primeiro, você precisa abrir uma conta em uma instituição financeira habilitada que vai funcionar como a ponte entre você e o Tesouro Nacional.

Ela vai ter a mesma função de um corretor de imóveis, por exemplo, que tem como objetivo principal fazer o contato entre quem quer vender um imóvel e quem quer comprar.

Você pode escolher entre diversas instituições habilitadas, ou pegar um atalho escolher entre as 23 melhores corretoras para o pequeno investidor. 

Depois que você já tiver aberto sua conta (é bem simples e nem precisa comparecer pessoalmente na instituição) você estará preparado para a próxima fase.

Em quais títulos você deve investir no início?

No início da sua jornada, você deve escolher um desses 3 títulos para investir:

  • Tesouro prefixado (LTN): define desde a compra o quanto de juros sua aplicação vai render.
  • Tesouro Selic (LFT): rendimento varia conforme a Taxa Selic.
  • Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal): rendimento que paga a variação do IPCA (um dos índices que mede a inflação) + uma taxa prefixada no momento da compra.

Depois que você fizer suas primeiras compras, tudo que você precisa fazer é continuar seus investimentos mês a mês até alcançar a quantia desejada.

A vantagem aqui é que você só paga IR no resgate, o que permite você extrair o máximo possível através do crescimento exponencial (juros sobre juros).

Em quais títulos você deve investir para ter sua renda passiva?

Quando você desejar fazer suas retiradas “mensais”, você pode começar a investir apenas nesses 2 títulos que pagam juros a cada 6 meses.

A desvantagem é que você vai pagar o IR a cada 6 meses, o que vai prejudicar o crescimento do seu patrimônio. Mas como o que mais interessa são justamente os juros a serem pagos, isso fica em segundo plano:

  • Tesouro Prefixado com juro semestrais (LTN-F): a cada 6 meses paga os juros prefixados na data da compra dos títulos.
  • Tesouro IPCA+ com juros semestrais (NTN-B): a cada 6 meses paga o IPCA + uma taxa prefixada no momento da compra dos títulos (esse aqui acho mais interessante pois ele já leva em consideração a inflação no período, o que protege o poder de compra do seu dinheiro).

Nesse caso, veja que você vai precisar de um controle financeiro bom para não ter surpresas, pois os juros vão ser pagos somente a cada 6 meses, então você deve se controlar para não passar aperto durante esse período.

Uma das grandes vantagens do Tesouro Direto é sua alta segurança, pois você empresa dinheiro para a União e ela paga juros para você por isso.

Dificilmente a União vai dar o calote em você, pois em último caso, ela imprime mais dinheiro.

Logicamente isso traz consequências para a economia, mas calote você dificilmente vai tomar.

Quais são os seus custos?

Os custos para o Tesouro Direto são:

  • taxa de custódia: varia conforme a corretora que escolher, mas muitas nem cobram.
  • taxa de administração: cobrada pela BMFBOVESPA, corresponde a 0,3% ao ano.
  • corretagem: varia conforme a corretora que escolher.
  • Imposto de Renda: tabela regressiva, quanto mais tempo deixar, menor a alíquota a ser paga no resgate.

Veja a seguir uma opção um pouco mais arriscada, que dá um pouco mais de trabalho para acompanhar, mas que produz maiores ganhos sem tanta dor de cabeça assim.

Gerar uma renda extra mensal com Fundos Imobiliários (FIIs)

renda passiva

O que você acha que receber aluguéis mensais sem possuir um imóvel?

Você pode ter tudo isso investindo em fundos imobiliários com foco na renda gerada pelos aluguéis.

Através deles, você investe junto com milhares de outras pessoas em grandes imóveis comerciais como lajes corporativas e shoppings para ganhar uma parte do aluguel mensalmente.

Já imaginou ter direito a uma parte do aluguel das lojas do maior shopping da sua cidade? Seria fantástico não é verdade?

E o melhor de tudo é que o investimento inicial é baixo e você pode começar comprando apenas 1 cota. Em outras palavras, R$ 2,00 já são o suficiente.

E você pode fazer seu investimento pela mesma corretora de valores que você criou a conta para investir no Tesouro Direto.

Vantagens

Você consegue ter uma liquidez (facilidade em comprar e vender) muito maior e consegue diversificar muito mais, em comparação com imóveis de tijolo e pedra, que necessitam de mais dinheiro, tem liquidez baixa e dão mais dor de cabeça.

Existem diferentes tipos de fundos imobiliários, que investem seu dinheiro com diferentes objetivos. Como falo sobre renda passiva, o foco aqui vai ser justamente nesses fundos com foco na renda mensal gerada pelos aluguéis.

Quais são os tipos de fundos que geram renda passiva com aluguéis?

Você pode utilizar em sua estratégia 2 tipos de FII’s focados na renda com aluguéis:

Investir em FII’s com poucos locatários

Geralmente são imóveis alugados para apenas um inquilino, como por exemplo imóveis alugados para grandes bancos.

  • Vantagem: boa previsibilidade de receita em relação a tempo de contrato e quantia a receber
  • Desvantagem: como é apenas 1 inquilino, o risco de ficar sem receita é maior, caso ele faça a rescisão do contrato

Investir em FII’s com vários locatários

São poucos os fundos com essas características mas eles existem!

  • Vantagem: seu risco fica pulverizado, afinal, para todos inquilinos abandonarem o imóvel de uma vez é muito difícil
  • Desvantagem: a previsibilidade do seu recebimento é pior, pois o fundo terá que lidar com vários inquilinos

Apesar do foco estar no aluguel, você consegue ganhar de duas maneiras: renda com o aluguel mensal e a valorização da cota do fundo.

Portanto, tire vantagem disso e assim como em ações, acompanhe o mercado para conseguir comprar cotas de fundos a um preço baixo e assim ter um melhor retorno do seu dinheiro.

Mesmo que a cota demore para se valorizar, nesse meio tempo você vai recebendo a sua parte dos aluguéis.

Isso gera uma renda passiva mensal segura e que tende a subir junto com a inflação, já que os contratos de aluguéis geralmente são reajustados pelo IGPM (um dos índices que mede a inflação).

Diminuindo seus riscos nos FII´s

A maneira mais simples para diminuir seu risco é através da diversificação entre diferentes fundos e procurar por fundos que também diversifiquem seus investimentos.

Pois quanto mais inquilinos pagando aluguéis, menores as chances de você ficar com sua renda passiva prejudicada (ex: fundos de lajes corporativas, que geralmente possuem um alto retorno mas poucos clientes).

Assim como em ações, quanto menor o preço que você pagar pela cota, maior será sua segurança e maior será o retorno, mas para isso você deve saber se o financeiro do fundo está ok e que a queda de preços foi consequência de fatores secundários.

Por isso prefira fundos que possuam imóveis bem localizados, que possuam bons contratos de aluguéis e bons inquilinos, que apesar de sofrerem em um cenário de crise, possuem os melhores fundamentos para continuarem se valorizando no longo prazo.

Portanto, comprar cotas de FII a um preço barato e diversificar é o caminho mais rápido e seguro para você viver de renda passiva.

Você pode ver a lista dos fundos listados na BM&FBovespa aqui. 

Custos

Nos FIIs, como a administração é feita por uma equipe profissional, você acaba ficando de fora de tomar as decisões do fundo. O que pode ser bom ou ruim, depende da equipe responsável pela administração.

Os custos envolvidos para o investimento em FII´s são:

  • Taxa de corretagem: cobrada pela corretora (hoje existem boas corretoras que nem cobram corretagem para FII´s)
  • Distribuição de aluguéis (dividendos): isenta de IR
  • Venda de cotas no lucro: IR de 20% sobre o lucro
  • Taxa de administração: varia conforme o fundo, mas em geral são baixas e diluídas entre todos

Fazer dinheiro na crise com o mercado de ações e criar renda passiva com dividendos

renda passiva

Com ações também é possível você começar com pouco dinheiro e de imediato já sair ganhando algum dinheiro com renda passiva através do recebimento de dividendos.

Mas para isso você deve investir com a mentalidade de um buy and holder, que investe em ações com o objetivo de se tornar sócio de grandes empresas e crescer junto com elas.

Pois dessa maneira você consegue utilizar os dividendos (parte do lucro da empresa que todo acionista tem direito) de uma forma estratégica: reinvestindo-os comprando mais ações da mesma empresa e assim, gerando o efeito de juros compostos, o que vai acelerar o crescimento do seu patrimônio.

Como acelerar a construção da renda passiva com dividendos

Como os dividendos são distribuídos pela quantidade de ações que você possui, quanto maior o número de ações que você tiver, mais dividendos você vai receber na próxima distribuição.

Portanto, se você quiser acelerar o seu crescimento, procure comprar ações de boas empresas por um preço barato e reinvista os dividendos que for recebendo.

Essa é uma condição que sempre aparece justamente durante as crises econômicas mais graves, como a que aconteceu em 2016 e que abriu excelentes janelas de oportunidade para quem soube enxergá-las.

Portanto, se você souber diferenciar uma boa empresa de uma ruim e conseguir identificar um bom preço de compra, você vai ser capaz de aproveitar excelentes oportunidades durantes as crises e assim conquistar uma renda passiva cada vez maior e que permita você ter muito mais liberdade.

Para saber mais sobre como investir em ações e ter um alto retorno com baixo risco, assista a essa apresentação gratuita que preparei com cuidado pra você.

Ganhe dinheiro na internet com um Site de Nicho

renda passiva

Essa opção provavelmente é a mais barata de todas aqui, pois envolve apenas a criação de um site de um nicho específico (ex. pets) e assim ganhar com cliques nos anúncios do Google Adsense.

Para isso, você precisa:

  1. um nicho (algum que você goste e entenda bastante);
  2. comprar um domínio;
  3. contratar uma hospedagem e
  4. colocar anúncios do Google adsense relacionados ao seu assunto principal.

O custo é baixo e o retorno pode ser alto, porém o trabalho é muito maior.

Pois além de saber como colocar um site no ar, você também deve ser capaz de escrever artigos interessantes e distribuir seus anúncios de maneira que eles atraiam muitos cliques, sem no entanto, desagradar o visitante do site.

Conhecimentos de SEO (Search Engine Optimization), que nada mais é saber como posicionar bem o seu site nas ferramentas de busca (ex: google, bing etc) são requisitos básicos.

Pois quanto mais posts você tiver nas primeiras páginas, melhor.

Apesar de dar muito trabalho, é algo que você pode ir fazendo aos poucos, gastando pouco dinheiro e que com o tempo vai gerando uma renda passiva cada vez maior (e em dólares).

A grande vantagem é que você consegue sistematizar o processo de modo que você não precise ficar o tempo todo administrando seu site, gerando uma boa renda passiva com pouco dinheiro, principalmente se você pegar o jeito e for expandido para outros nichos.

Veja aqui um exemplo real de sucesso de um site de nicho que o Rafael Seabra criou e inspire-se para começar um.

Outras maneiras para se ganhar dinheiro na internet

A internet abriu as portas para que pessoas comuns, como eu e você, conseguíssemos ter alguma chance de criar uma ou mais fontes de renda extra.

Segundo Robert Kiyosaki, o que conta na era da internet é o conhecimento.

Como ele mesmo gosta de falar em seus livros, muitos estão utilizando seus conhecimentos para fazer dinheiro do nada.

E existem diversas maneiras para você ganhar dinheiro na internet, criar uma renda passiva com pouco dinheiro inicial e crescer infinitamente.

Mas veja, não estou dizendo que é fácil, rápido e indolor.

Por isso recomendo que você sempre foque em aprender com quem já errou bastante, corrigiu e hoje consegue ter a vida que sempre sonhou, sem ter que bater cartão ou responder para algum chefe babaca.

Uma pessoa que conheço pessoalmente e que conseguiu chegar nesse nível é o meu xará, Bruno Picinini.

Ele conseguiu viajar para mais de 54 países (e contando), trabalhando de onde quisesse até chegar ao ponto de gerar tanta renda, que conquistou sua liberdade financeira se divertindo.

Imagine os sonhos que você realizaria, se você pudesse copiar o que ele fez e replicar para o seu negócio online?

Se você gostou dessa idéia, sugiro fortemente que você conheça o trabalho que ele desenvolveu para iniciantes nesse mundo de sonhos ilimitado da internet.

E com o dinheiro que você ganha com essas diferentes fontes de renda passiva, uma parte você investe na renda fixa, ações, FII´s e a outra você utiliza para o seu lazer.

Assim, sua segurança e tranquilidade financeira tendem sempre a aumentar com o passar dos anos.

E agora, um breve resumo do que você viu hoje sobre como criar uma renda passiva com pouco dinheiro:

  1. Ganhar dinheiro com segurança no Tesouro direto
  2. Gerar uma renda extra mensal com Fundos imobiliários
  3. Fazer dinheiro na crise com o mercado de ações
  4. Ganhe dinheiro na internet com Sites de nicho

Dentre as 4 maneiras, a que produziu os melhores resultados pra mim foi a bolsa de valores.

Não é à toa que um dos homens mais ricos do mundo, Warren Buffett, chegou nesse post investindo em ações.

Caso você queira saber mais como criar renda passiva com ações, maximizar o seu lucro com baixo risco e com no máximo 1 dia de dedicação por semana eu posso ajudá-lo com base no que deu certo pra mim.

Um método criado por um investidor comum, para outros investidores comuns. Onde com simplicidade você consegue ter o máximo de rentabilidade correndo o mínimo de risco possível.

Espero que tenha gostado, caso queira mais informações sobre alguma dessas formas de construir renda passiva com pouco dinheiro me avise aqui nos comentários ou via email.

Grande abraço!

– Bruno Kataoka

8
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
BrunoMarcelo PenaManoela DoutorvaldimeiaBruno Kataoka Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
paulo r
Visitante
paulo r

Goste do artigo mais sou burro em saber onde e como começar, em que investir, quero investir ,no fundo imobiliário,tesouro direto e fundo de ações , eu sempre quis tenho um salário de 1.400,00 e como não preciso usar todo ele e tenho outras redinhas , quero investir mais não sei nada e tenho receito de golpistas, e como o dinheiro é suado não nasce em árvore este é meu receio ok? espero que me ajude ,,, e o tal de nicho não sou bom, tenho um canal no youtube, sobre saúde ,, ainda não atingi meus ganhos mesmo como… Read more »

Bruno Kataoka
Visitante
Bruno Kataoka

Olá Paulo, tudo bem? Calma, você não é burro, apenas está perdido e buscando informações, o que é algo bom =) Para começar a investir, sugiro você começar pelo mais simples e seguro. No caso, seria o Tesouro Direto, onde você só não recebe se a União der o calote (algo muito raro de acontecer … e caso aconteça, todos os outros investimentos também vão dar prejuízo). E quanto a golpistas, realmente eles existem e estão em qualquer canto. Mas o processo de investimento no Tesouro Direto através de corretoras autorizadas é bem tranquilo. Você pode ver nesse link quais… Read more »

valdimeia
Visitante
valdimeia

Boa tarde, me interessei em investir meu dinheiro. Sou assalariada e, mãe de familia, portanto, precisaria de um investimento de pequeno valor, pois não tenho condições de investir altos valores. Qual me sugere? Dá pra começar com, digamos 30 ou 50 reais? Pra falar a verdade teria de guardar este dinheiro todo mês. Sabe quando não sobra quase nada do salário? Pois é;…
Valdimeia

Manoela Doutor
Visitante
Manoela Doutor

Olá, tenho dúvidas. Quero investir no Tesouro direto. Não achei a informação se tem que investir todo mês o mesmo valor ou se qd tiver mais posso investir mais? Pode me ajudar.
Agradeço

Marcelo Pena
Visitante
Marcelo Pena

Gostaria de saber mais sobre dividendos