4 Excelentes Motivos Para Você Investir na Bolsa de Valores em 2017

As notícias ruins, incertezas políticas e perspectivas de um futuro incerto para o país podem fazer com que você se afaste de investimentos como a Bolsa de Valores e fazê-lo perder excelentes oportunidades de lucrar com a crise.

Por isso que eu decidi me manifestar e revelar para você 4 excelentes motivos para você investir na bolsa de valores em 2017.

É uma análise única e diferente do que a maioria faz, então talvez você estranhe um pouco, mas essa visão diferenciada foi a responsável por eu ter alcançado rentabilidades incríveis em 2016.

E a razão para eu revelar tudo isso tem como objetivo mostrar para você como é possível filtrar todo esse barulho que a mídia gera e encontrar os dados que realmente importam e que vão ajudar você a ganhar muito dinheiro na bolsa de valores em 2017.

Se você ficou interessado compartilhe essas informações com seus amigos nas redes sociais clicando em algum dos ícones acima e ajude-os a conquistar melhores resultados na bolsa de valores em 2017.

Complemente o que você vai aprender aqui, baixe grátis agora o eBook "A estratégia definitiva para vencer na bolsa de valores" e comece em 2017 a mudar o seu futuro e o da sua família para melhor.

Leia até o final para tirar o máximo proveito dessas informações.

Motivo 1: Graficamente, estamos próximos a um fundo principal do mercado de ações

Analisando o gráfico dolarizado de longo prazo do Ibovespa, que engloba o período entre 1963 e 2017, você pode observar que estamos mais próximos de formar um fundo principal do que de formar um topo.

motivos para investir na bolsa de valores em 2017
Fonte: Enfoque

Perceba que todas as vezes que o Ibovespa chegou no suporte desse canal de alta (linha cinza inclinada) um fundo principal se formou (círculos em verde) mostrando com clareza que a tendência de queda tinha terminado e a tendência de alta tinha se iniciado.

Perceba também que sempre que os preços sobem, eles rompem o topo histórico (linha vermelha na horizontal) e atingem máximas cada vez mais altas.

Em azul você pode ver em quantas vezes o seu dinheiro poderia ter se multiplicado se tivesse comprado próximo à linha de suporte em cinza. Foram valorizações robustas, que multiplicaram o patrimônio em aproximadamente 35x, 13x, 30x e 20x.

Onde estamos hoje?

Do ponto atual até o topo histórico temos um espaço de mais de 50% para subir. Ou seja, mesmo com toda a alta do ano passado, ainda é tempo de se preparar para investir.

É impossível prever quando os preços vão decolar (pois eles ainda tem um espaço para cair se você olhar mais de perto o gráfico e a linha em cinza) e até onde vão subir, mas é possível visualizar que as chances de uma alta são muito maiores do que de uma queda, no longo prazo.

Não dá pra fazer uma previsão segura, mas é possível fazer uma análise da situação atual mais precisa: os preços estão baixos e existe um grande espaço para eles subirem.

Motivo 2: Ainda existem empresas de alto valor que estão com suas ações sendo negociadas a um preço baixo

Os preços das ações sobem e caem por inúmeros motivos.

Mas o que realmente provoca todo esse sobe e desce de preços são os sentimentos de euforia e pânico dos investidores.

Um exemplo disso é o que aconteceu com o Ibovespa durante a crise de 2008.

Você deve conhecer essa história.

Desde 2002 até maio de 2008 o Ibovespa já havia se valorizado cerca de 435% (em média 72,5% ao ano), uma valorização incrível.

Era comum você encontrar muitas pessoas querendo investir todo seu dinheiro na bolsa de valores e pessoas que ganhavam dinheiro com as técnicas mais bizarras possíveis.

Lembro de um amigo meu que disse que pra ganhar dinheiro na bolsa ele sempre colocava na segunda-feira e vendia tudo na sexta-feira. Na grande maioria das vezes ele ganhava com essa técnica e investindo em um fundo de ações, não era nem através do homebroker!

Em outras palavras, qualquer um conseguia ganhar dinheiro na bolsa de valores nesse período.

Euforia

Em maio de 2008 o Brasil recebeu o Investment Grade, uma espécie de selo de qualidade dado pelas agências de risco aos países onde o risco para se investir é mais baixo.

Algo que em tese, traria milhões de dólares à bolsa de valores brasileira e provocaria uma forte alta de preços (mais forte ainda!).

Essa notícia fez com que um grande sentimento de euforia tomasse conta das pessoas, criou um senso de urgência para quem estava de fora e trouxe um número recorde de investidores para a bolsa de valores.

Da euforia ao pânico

Logo após receber o Investment Grade, o Ibovespa mergulhou em uma forte queda de até -59,76% nos 4 meses seguintes (cerca de -14% ao mês, dá pra imaginar como você ficaria?).

Um sentimento de pânico tomou conta das pessoas e fez com que o índice afundasse em uma velocidade assustadoramente alta.

Assustados e sem entender o motivo de tamanha desvalorização, muitos investidores iniciantes (experientes também) retiraram seu dinheiro do mercado de ações (mesmo no prejuízo) e voltaram para a renda fixa para nunca mais voltarem à bolsa de valores.

Depois da tempestade veio a bonança

No início de 2009 quando somente notícias ruins tomavam conta da mídia, previsões catastróficas eram feitas e muitos nem queriam ouvir sobre a bolsa de valores, a forte queda parecia, estranhamente, ter dado uma trégua.

Nos 12 meses seguintes, o Ibovespa subiu com força e chegou a valorizar-se em mais de 90%, com muitas ações registrando rentabilidades acima dos 100%.

Qual a lição que você deve tirar disso?

A questão aqui é que o pânico havia provocado uma queda exagerada nos preços. Inclusive de boas empresas, que estavam até mesmo registrando lucros recordes no ano de 2008.

Como pode uma empresa registrar um lucro recorde e ter o preço de suas ações se desvalorizando pela metade?

Quem soube identificar essas oportunidades, conseguiu um lucro altíssimo em 2009.

Mas esse turbilhão de emoções entre pânico e euforia não é exclusivo da crise de 2008, mas sim de todas as crises.

Voltando para um momento mais recente

No início de 2016, investidores que conseguiram identificar essas oportunidades e tiveram paciência, estão rindo à toa.

A boa notícia é que em 2017, algumas empresas ainda estão em um patamar interessante de compras.

É impossível saber quando as ações vão disparar e até qual preço elas vão subir, mas é totalmente possível identificar quando uma empresa boa está com seus preços muito baixos, com base nos dados do passado e do presente.

As vantagens de se comprar uma empresa boa por um preço barato são inúmeras:

  • maior retorno com dividendos 
  • maiores chances de lucrar
  • maior rentabilidade
  • maior segurança
  • maior controle emocional e tranquilidade

Pessoalmente, acredito que a maior vantagem de se comprar empresas boas por um preço barato é que você consegue controlar suas emoções com mais facilidade.

Para entender como isso é importante, imagine que você vá a um leilão de carros e identifique um carro em excelente estado, mas que está à venda por um preço baixíssimo.

Suponha que ele esteja com 50% de desconto em relação à tabela FIPE.

Você compra e logo em seguida já o coloca à venda pelo preço da tabela FIPE.

Mesmo que você não consiga vender logo de cara, você sabe que as chances são de que você realize um belo lucro na hora da venda. Então você fica muito mais tranquilo e relaxado.

Se você colocar o carro à venda por um preço 10% abaixo da tabela FIPE, as chances são de que você venda rápido e com um belo lucro, mesmo que menor.

Com ações é a mesma coisa.

Se você pagar um preço barato por uma empresa de alto valor, você terá muito mais tranquilidade para aguentar os solavancos do mercado e vai conseguir o controle emocional necessário para não entrar em pânico durante os períodos de queda.

E isso, no final das contas significa a diferença entre vencer ou ser derrotado na bolsa de valores, de acordo com Warren Buffett.

Motivo 3: O ciclo da Taxa Selic está em queda

Não é novidade para ninguém que os juros básicos estão em queda, afinal, isso é algo previsto desde o ano passado.

motivos para investir na bolsa de valores em 2017

E hoje, em janeiro de 2017 já podemos observar a intensão do BC em realmente ir cortando gradativamente os juros básicos à medida que a inflação vai declinando.

E se você for levar em consideração as taxas de CDI (que tomam por base a Taxa Selic) esperadas para os próximos anos, extraídas do mercado futuro de DI (com negociação na BM&F Bovespa) dificilmente os juros vão voltar para os patamares do ano passado (14,25%).

De acordo com os dados compilados pelo site Minhas Economias, para 2017, trabalhava-se com um CDI médio de 12,28% ao ano em 30-jul-15 e com a crise econômica e política, chegou a 17,20% em 30 de dezembro de 2015.

Com a expectativa de cortes na Taxa Selic, em boa parte por conta da desaceleração da inflação, a taxa baixou fortemente para 13,59% em 31 de março de 2016 e um pouco mais em 30 de novembro de 2016, para 11,92%. No último pregão do ano, em 29 de dezembro de 2016, a taxa baixou um pouco mais, para 11,52%.

Ok, mas o que isso tem a ver com você e os seus investimentos?

Primeiro: os investimentos em renda fixa vão pagar menos juros

Todos investimentos em renda fixa tomam por base a Taxa Selic de juros, então se ela cai, a rentabilidade dos títulos também cai.

E como você pôde ver na figura acima, a taxa Selic pode chegar a 1 dígito no futuro.

Em países desenvolvidos como USA a taxa de juros é menor do que 1% e no Japão  a taxa de juros básica se encontra em patamares negativos.

O Brasil está longe em se tornar uma potência mundial, mas a queda dos juros é uma realidade e a tendência é que continuem caindo.

Segundo: as empresas boas tendem a crescer

Muitas grandes empresas da bolsa fazem empréstimos para continuarem crescendo e investindo cada vez mais.

Como os juros cobrados nos empréstimos também tomam por base a Taxa Selic, quanto menor ela for, menores serão os juros a serem pagos por elas.

Se boas empresas já cresciam com uma taxa de juros alta, imagine o quanto elas vão poder crescer com uma taxa de juros mais baixa.

Deixo claro que isso não é uma ciência exata mas é evidente que um custo menor facilita a vida de qualquer empresa.

Portanto …

É impossível de prever o que vai acontecer no futuro, pode ser que o Brasil vire uma potência ou pode ser que não.

O melhor que você pode fazer para ter os melhores rendimentos possíveis no futuro, é se preparar ANTES para saber como investir seu dinheiro em ações.

Se você começar AGORA a estudar seriamente como investir na bolsa de valores, você será capaz de aproveitar as oportunidades antes que elas desapareçam.

Afinal, vai que o Brasil se torna um país com taxas mais baixas, como 6% ao ano? Só então você vai deixar para aprender a investir na bolsa de valores?

Nesse cenário o lucro das empresas vai aumentar, o preços de suas ações já terão subido e a renda fixa vai estar rendendo pouco. Em outras palavras: nesse momento já vai ser tarde demais.

E na pior das hipóteses, enquanto os preços não decolam, você vai se posicionando nas melhores empresas a um preço baixo e vai criando uma boa fonte de renda passiva com dividendos.

“O melhor investimento que você pode fazer é um investimento em si próprio … quanto mais você aprende, mas você ganha.”

Uma vez que você souber como investir na bolsa de valores, você se torna capaz de SEMPRE enxergar as melhores oportunidades quando elas aparecerem, sem depender de mais ninguém.

Motivo 4: Fluxo crescente de “dinheiro inteligente” entrando na bolsa

Sei que as notícias atuais não são interessantes e muitas das previsões que eram boas para 2017 foram piorando gradativamente. Como o PIB para 2017 por exemplo:

motivos para investir na bolsa de valores 2017
Por essas e outras que eu ODEIO previsões.

Por isso que é sempre bom lembrar que no início de 2016 as notícias eram péssimas e mesmo assim, depois de 1 ano, tivemos um Ibovespa se valorizando muito mais do que diversos outros investimentos.

Ao invés de se deixar levar pelo que a mídia fala (sim, ela controla o que você deve saber ou não e você vai saber o porquê logo mais) é melhor e muito mais prudente, trabalhar com dados que façam você realmente ganhar dinheiro.

Uma maneira simples e eficiente que busquei para analisar qual o melhor momento para comprar ações foi simplesmente analisar os passos do dinheiro inteligente.

E quando digo que é para seguir os passos do dinheiro inteligente, não quero que você saia por aí tentando fazer contato com grandes investidores, gestores de fundo e insiders.

Mesmo que você consiga contato com eles, isso não quer dizer nada. Eles podem simplesmente falar uma coisa e fazer outra.

Por isso gosto de analisar os gráficos, pois ali, consigo ver quando existe um fluxo de “dinheiro inteligente” entrando em alguma determinada ação no momento certo.

Mas, quem é o “dinheiro inteligente” aqui na bolsa de valores do Brasil?

Para que você entenda isso, veja o gráfico abaixo:

motivos para investir na bolsa de valores 2017
Fonte: bolsafinanceira.com

Observe que o gráfico do investidor estrangeiro acompanha mais de perto o gráfico do Ibovespa, enquanto que os gráficos de pessoas físicas e investidor institucional vai cada vez mais caindo.

Sempre que o Ibovespa sobe, você vê:

  • estrangeiro injetando mais dinheiro
  • pessoa física e investidor institucional saindo

Sempre que o Ibovespa começa a cair você vê:

  • pessoa física entrando
  • estrangeiro saindo parcialmente

Veja por exemplo esse período mais recente entre 01-01-15 até 05-01-17 apenas para que você veja quem realmente exerceu a pressão compradora no Ibovespa em 2016.

Primeiro, vamos analisar o gráficos de Pessoa física x Ibovespa:

motivos para investir na bolsa de valores 2017
Pessoa Física x Ibovespa

No gráfico acima você vê que:

  • quando pessoas físicas compram ações, a bolsa cai (entre maio de 2015 e fevereiro de 2016)
  • quando pessoas físicas vendem ações, a bolsa sobe (entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017)

Agora observe o gráfico do investimento acumulado do investidor estrangeiro:

motivos para investir na bolsa de valores 2017
Investidor Estrangeiro x Ibovespa

Veja que o Ibovespa seguiu (tanto nas altas quanto nas baixas) muito mais de perto o fluxo do capital estrangeiro. Sempre que os estrangeiros entram a bolsa sobe e sempre que eles saem, a bolsa acompanha.

Portanto, esse é o “dinheiro inteligente” que você deve aprender a seguir, pois é ele quem acaba mandando no Ibovespa.

Agora, vamos analisar mais de perto como o fluxo de capital estrangeiro interferiu no Ibovespa em 2016 até o mês de julho (que é o mês até onde consegui os dados).

Veja no gráfico abaixo a quantidade de dinheiro que o estrangeiro injetou ou retirou na bolsa de valores em 2016 mês a mês:

motivos para investir na bolsa de valores 2017
Meses em vermelho mostram o quanto o estrangeiro retirou dinheiro e em azul o quanto ele injetou. Fonte: G1

Agora, veja como o fluxo de capital estrangeiro influenciou na dinâmica de preços do Ibovespa:

motivos para investir na bolsa de valores 2017

  • Em fevereiro o estrangeiro começou a entrar na bolsa e o Ibovespa estabilizou.
  • Em março o estrangeiro entrou com mais força e o Ibovespa subiu forte nesse mês.
  • Em abril o estrangeiro foi parando de colocar dinheiro e o Ibovespa começou a estabilizar e formar topo
  • Em maio o estrangeiro vendeu e o Ibovespa teve uma correção de 1 mês inteiro.
  • Em junho o estrangeiro voltou a comprar ações e o Ibovespa estabilizou novamente.
  • Em julho o estrangeiro entrou com mais força ainda levando o Ibovespa junto com ele.

E do outro lado, vendendo para e comprando as ações do estrangeiro estava adivinha quem: pessoas físicas e investidores institucionais aqui do Brasil. Sempre na contramão do mercado!

Agora você entende porque você NÃO deve seguir o que a maioria faz e nem se basear em notícias (tendenciosas), relatórios e opiniões de terceiros para tomar suas decisões de investimento?

É justamente isso que o estrangeiro quer, para que assim, sempre tenham pessoas dispostas a comprar ou vender ações para ele sempre que ele bem entender.

Ao invés disso, siga os passos do dinheiro inteligente.

A maneira que eu faço isso está na imagem do Ibovespa que você acabou de ver acima.

A Zona de Reversão

Veja as duas linhas quase que paralelas que passam bem próximas ao fundo que o Ibovespa formou em janeiro/fevereiro de 2016.

Quando os preços chegam nessa região, eu espero observar um fluxo de dinheiro inteligente (estrangeiros) entrando no Ibovespa.

Ou seja, eu espero que os preços se estabilizem dentro dessa área delimitada por essas 2 linhas em azul, que é o indicador gráfico exclusivo que eu utilizo para me ajudar a enxergar os passos do dinheiro inteligente: a Zona de Reversão.

Ao ver que os preços estabilizaram, eu vou lá e realizo as minhas compras.

Muito mais fácil do que ficar tentando procurar pelas respostas em notícias, fóruns, relatórios com indicações de compras ou colocando indicadores técnicos que mais complicam do que facilitam a nossa vida.

E atualmente, temos algumas boas empresas (bons fundamentos) que estão com o preço de suas ações dentro da Zona de Reversão e que já sinalizaram a entrada do dinheiro inteligente.

De novo: é impossível saber quando essas ações vão subir e se realmente vão subir, mas é possível saber com um alto grau de sergurança se as chances estão à seu favor ou não.

Se a análise estiver certa, você vai ganhar um dinheirão com pouco esforço e pouco tempo de análise.

Se a análise falhar (o que é bem raro) você vai ter perdido pouco dinheiro e vai ter perdido pouco tempo da sua vida.

É muito melhor do que fazer uma análise complicada (ex: Valuation), que demora dias para ser feita, ter prejuízo e ter que começar tudo de novo em uma outra empresa. Concorda?

Conclusão

Por esses motivos, acredito que, assim como em 2016, nesse ano de 2017 muitas boas oportunidades de investimentos vão surgir.

Veja resumidamente os 4 excelentes motivos para você investir na bolsa de valores em 2017:

  1. Graficamente o Ibovespa está próximo de um fundo principal.
  2. Ainda existem empresas boas que estão com suas ações baratas.
  3. A tendência da Taxa Selic é de queda.
  4. Fluxo crescente de dinheiro inteligente entrando.

Se você souber como enxergar as melhores oportunidades e como gerenciar a sua carteira de ações, sem que isso atrapalhe o seu dia a dia, as chances são de que você conquiste um futuro próspero para você e sua família antes do que você imagina.

Caso você esteja realmente interessado em investir em ações com segurança, conquistar rentabilidades de 41,10% a 162,43% em 12 meses SEM ter que se dedicar por mais do que 30 minutos por semana, eu terei o maior prazer em te ajudar.

Foi por esse motivo que eu preparei uma pequena apresentação passo a passo para que você descubra como isso é possível mesmo que você seja um iniciante e tenha pouco tempo disponível para acompanhar o mercado financeiro.

Assista agora a essa apresentação, afinal, nesse momento você pode estar perdendo boas oportunidades de comprar empresas boas por um preço barato sem saber disso.

Espero que você tenha gostado e tenha enxergado o porquê esse é, ainda, é um bom ano para se investir em ações.

 

Abraços,

– Bruno Kataoka

2
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Bruno KataokaGustavo Fornari Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gustavo Fornari
Visitante
Gustavo Fornari

Mais uma vez muito obrigado Bruno. Muito bem explicado este artigo.

Bruno Kataoka
Visitante
Bruno Kataoka

Olá Gustavo, tudo bem?

Obrigado pelo reconhecimento!

Abraços