3 Dicas Poderosas Para Montar Uma Carteira de Ações Que Pague Bons Dividendos

carteira dividendos

Uma carteira de ações que pague bons dividendos bem montada tem o poder de fazer você acelerar o crescimento do seu patrimônio, criar uma boa renda passiva e proteger o seu poder de compra no futuro.

Só que montar uma carteira de dividendos não tem nada a ver com escolher somente empresas boas pagadoras de dividendos, muito pelo contrário, isso deve até ser deixado em segundo plano.

Pois montar sua carteira somente baseado nisso, pode levar você a ter grandes prejuízos e atrasar em anos a conquista da sua liberdade financeira.

Para evitar essa armadilha e conseguir montar uma carteira de dividendos vencedora leia esse post até final, pois você vai aprender:

  1. O que fazer para acelerar a sua rentabilidade no longo prazo através dos dividendos.
  2. O fator primordial para escolher as melhores empresas para sua carteira de dividendos.
  3. A filosofia de investimento que vai maximizar a rentabilidade e a segurança da sua carteira de dividendos.

Se você se interessou pelo assunto, ajude seus amigos e compartilhe esse post nas redes sociais clicando em algum dos ícones acima. É simples, fácil e seus amigos vão ficar agradecidos.

Complemente o seu aprendizado e turbine seus resultados na bolsa. Baixe (grátis) agora o eBook "A Estratégia Definitiva Para Vencer na Bolsa de Valores" e descubra os segredos de uma estratégia realmente vencedora.


Agora vamos desvendar os mistérios de uma carteira de dividendos vencedora.

O que fazer para acelerar a sua rentabilidade com segurança na bolsa de valores através dos dividendos

carteira de dividendos

Antes de falar como escolher empresas para montar sua carteira de dividendos vencedora, é preciso que você saiba o que fazer após montar sua carteira, pois só assim você vai entender o porquê você não deve e não precisa escolher somente as melhores pagadoras de dividendos para compor sua carteira.

Você sabia que é possível acelerar o crescimento da sua rentabilidade mesmo se a empresa pagar dividendos mais baixos?

Para você ter uma idéia, cerca de 5% a 6% ao ano em relação ao valor que você investiu já são o suficiente de início, pois com o tempo, você consegue ir melhorando essa taxa de retorno.

Para entender como você pode conquistar isso, imagine que você tem uma nobre missão: fazer uma bola de neve aumentar de tamanho.

Você pode fazer isso de 2 maneiras:

  1. Você faz uma bola de neve pequena e vai incrementando outras camadas de neve por cima. Você pega neve daqui, dali, corre, faz tudo o mais rápido possível e vai colocando mais neve com suas mãos para que ela cresça.

Ou …

  1. Você faz uma bola de neve pequena e simplesmente rola ela montanha abaixo. À medida que ela for rolando, mais neve vai grudando em sua superfície, o que vai aumentando seu tamanho. À medida que ela aumenta de tamanho, maior fica a superfície de contato e mais neve vai grudando. E assim, ela vai crescendo cada vez mais rápido sendo que seu único esforço foi em criar a primeira bola e jogar ela montanha abaixo.

Qual das 2 maneiras você escolheria para crescer a sua pequena bola de neve?

Não sei você, mas como eu gosto de eficiência, eu escolheria a segunda maneira. Pois ela produz resultados cada vez melhores e exige cada vez menos esforço da minha parte.

Esse é um exemplo que existe em um livro que fala sobre Warren Buffett, para explicar o efeito dos juros compostos no longo prazo.

Muitos entendem o conceito disso quando se fala em renda fixa e sabem que essa é uma força poderosa, mas quando o assunto é investimento em ações, elas simplesmente esquecem disso e só querem saber de comprar barato e vender caro.

Se você optar por depender só do aumento de preço das ações, você estará fazendo muita força para aumentar sua bola de neve e vai demorar muito mais tempo para alcançar um grande patrimônio em ações.

Ao investir dessa maneira, além de você ter menores chances de vencer na bolsa de valores, você vai abrir mão da força mais poderosa do universo, capaz de construir riquezas de maneira sólida e constante, isso segundo Albert Einstein.

Comprar e vender ações no curto prazo pode dar certo?

Para uma minoria até pode, mas vai dar muito mais trabalho, vai causar muito mais stress e você vai se tornar um escravo do dinheiro, pois a cada forte queda da bolsa você vai sentir como se o mundo fosse acabar e isso vai estragar o seu dia.

Portanto, a maneira mais inteligente de crescer seu patrimônio em ações é ser um buy and holder que faz o reinvestimento de dividendos.

E como você vai usar os dividendos que vai receber para comprar mais ações da mesma empresa, é essencial que você invista somente em boas empresas, mesmo que elas não paguem tantos dividendos assim.

Leia o próximo tópico para entender isso melhor…

O fator primordial para escolher empresas para sua carteira de dividendoscarteira dividendos

O reinvestimento de dividendos é poderoso pois trabalha com a lógica dos juros compostos à seu favor e permite que pessoas comuns, como eu e você, consigam acumular verdadeiras fortunas na bolsa de valores.

Pois ao reinvestir os dividendos, você ganha de 2 maneiras:

  • queda do seu preço médio por ação 
  • aumento do valor da sua carteira de ações

Isso porque quando você compra mais ações com os dividendos recebidos, você aumenta a quantidade de ações SEM colocar dinheiro do seu bolso.

Porém, ao entender isso, o que muitos investidores fazem?

Empolgados, começam a escolher somente as empresas com altos dividend yields para investir.

E isso é um grande erro que pode custar muito dinheiro para você e a sua tranquilidade na aposentadoria.

Você vai descobrir o porquê agora e o que fazer a respeito.

Para que você veja como isso pode ser ruim para o seu futuro, observe essa pequena simulação de reinvestimento de dividendos que eu fiz em 4 cenários:

  • Cenário1: empresa ruim, dividend yield baixo
  • Cenário2: empresa ruim, dividend yield alto
  • Cenário3: empresa boa, dividend yield baixo
  • Cenário4: empresa boa, dividend yield alto

Aqui considerei 2 variáveis:

  • preço da ação
  • dividend yield % (dividendos pagos / preço da ação)

Sendo que para:

  • empresas ruins o preço da ação foi caindo.
  • empresas boas o preço da ação foi subindo.

Considerei um dividend yield baixo de 2% ao ano e alto de 10% ao ano.

Lembrando que como o dividend yield costuma ser constante, quanto maior o preço da ação, maior será a quantidade em dinheiro de dividendos pagos e quanto menor o preço da ação, menor será a quantidade em dinheiro de dividendos pagos.

O cenário ideal deve apresentar:

  • Investimento Líquido (total do dinheiro investido – retorno com dividendos) caindo o máximo possível, pois isso quer dizer que você teve o máximo de retorno possível só com o recebimento de dividendos e o
  • Patrimônio (quantidade de ações x preço da ação) aumentando o máximo possível, pois isso quer dizer que as ações se valorizaram no longo prazo, mostrando que a empresa foi capaz de entregar valor aos investidores

Em um cenário como esse você teria conseguido diminuir o seu preço médio (e portanto o seu risco) e aumentado o seu patrimônio em ações (e portanto o seu lucro). O que permitiria que você vivesse com o recebimento dos dividendos com muito mais tranquilidade sabendo que seu risco é próximo de zero.

Confira agora os resultados um a um:

Empresa RUIM com dividend yield BAIXO (cenário 1 – o pior de todos)

Cenário 1

  • Investimento Líquido: diminuiu mas muito pouco
  • Patrimônio: desvalorizou muito

Com um patrimônio valendo menos que o investimento líquido, no final de 12 anos você teria prejuízo se investisse em uma empresa ruim com dividend yield baixo.

Empresa RUIM com dividend yield ALTO (cenário2)

Cenário 2

  • Investimento Líquido: caiu bastante pois houve muita distribuição de dividendos
  • Patrimônio: caiu mais ainda, pois as ações se desvalorizaram muito

Não vale à pena, pois mesmo que o investimento líquido tenha diminuído bastante, você ainda está no prejuízo, pois suas ações valem menos do que você pagou por elas, já que o Patrimônio está menor que o Investimento Líquido. Além do mais, nunca é uma boa idéia acumular ações de empresas ruins, pois elas podem falir e deixar você com um grande prejuízo.

Empresa BOA com dividend yield BAIXO (cenário3)

Cenário 3

  • Investimento Líquido: caiu pouco mas para um dividend yield de 2% acredito que esteja bom.
  • Patrimônio: aumentou bastante.

Aqui o valor do patrimônio é maior que o investimento líquido, o que quer dizer que seu lucro está crescendo enquanto que seu preço médio diminui, mesmo que numa velocidade menor. O fato da empresa ter bons fundamentos dá muito mais segurança para sua carteira e mais tranquilidade para você, pois você sabe que ela tem capacidade de superar crises e sair mais forte delas, o que em algum momento vai elevar o preço de suas ações.

Empresa BOA Dividend Yield ALTO (cenário 4 – o melhor de todos)

Cenário 4

  • Investimento Líquido: caiu muito, tanto que no oitavo ano você teria recebido, só com os dividendos, todo o valor que investiu nessa empresa.
  • Patrimônio: Aumentou muito.

Aqui é o melhor dos mundos, com uma empresa boa (bons fundamentos), que se valoriza a cada ano que se passa e que tem um dividend yield de 10% ao ano.

Veja que você teria todo investimento de volta só com os dividendos recebidos e seu patrimônio ainda teria mais que quadruplicado em relação ao que ele valia no primeiro ano, enquanto que o preço por ação teria se valorizado somente 55% em 12 anos (de R$ 10,00 foi para R$ 15,50).

Nesse caso seu risco seria ZERO, você teria conquistado uma rentabilidade altíssima e feito tudo isso na maior tranquilidade possível.

Portanto, o mais importante é que a empresa tenha bons fundamentos e NÃO um alto dividend yield.

É importante que a empresa seja boa pagadora de dividendos? Com certeza!

Mas isso é o mais importante? NÃO!

O que é mais importante então? Que a empresa, antes de mais nada, seja lucrativa e bem administrada.

Pois como os dividendos são provenientes do lucro da empresa, se não houver lucro, você não recebe dividendos.

Sem contar que se uma empresa não é lucrativa, suas ações tendem a cair no longo prazo, fazendo com que você perca dinheiro e tenha muitos outros problemas.

Digo isso porque existem empresas por aí que estão mal das pernas mas que continuam pagando altos dividendos para atrair investidores incautos apenas para manter sua liquidez, de maneira totalmente insustentável.

O correto era que essa empresa suspendesse o pagamento de dividendos e reinvestisse o seu pequeno lucro para se tornar mais competitiva e melhorar seus fundamentos.

Portanto, agora que você já sabe disso, sempre dê mais importância aos bons fundamentos em primeiro lugar.

Depois, se for boa pagadora de dividendos (a partir de 5% ao ano) excelente, senão, um mínimo de 2% no longo prazo já dá pra ter um resultado interessante.

A filosofia de investimento que vai maximizar a rentabilidade e a segurança da sua carteira de dividendos

carteira de dividendos
Alta rentabilidade + Segurança = Crescimento Rápido

Só de fazer o reinvestimento dos dividendos você já consegue aumentar consideravelmente suas chances de vencer na bolsa de valores, entretanto, você ainda pode potencializar isso de uma maneira simples e segura.

Enquanto muitos acreditam que para aumentar a rentabilidade de sua carteira de ações é preciso investir em empresas menores e mais arriscadas que estejam “fora do radar”, você pode simplesmente se concentrar em uma filosofia mais simples e segura, praticada a anos pelo maior investidor que esse mundo já conheceu:

Grandes oportunidades de investimentos surgem quando empresas excelentes estão sob certas circunstâncias incomuns que fazem sua ações serem mal avaliadas.

Warren Buffet

Em outras palavras, compre empresas boas que estejam com seu preço barato.

Ao pagar um preço baixo pela ação de uma boa empresa, você consegue comprar uma quantidade de ações maior e portanto, receberá mais dividendos a cada nova distribuição.

Quanto mais dividendos, mais ações e quanto mais ações, menor o preço médio e maior o seu patrimônio.

E de quebra, você ainda aumenta suas chances de lucro por investir seu dinheiro em uma empresa com fundamentos sólidos e que portanto tem mais chances de se valorizar cada vez mais e mais no longo prazo.

Assim você se livra de ter que correr um risco maior ao investir em empresas small caps, que apesar de terem um potencial maior, apresentam um risco igualmente maior também.

Veja aqui o exato passo a passo de um método inovador que pessoas comuns estão utilizando para comprar empresas boas por um preço barato e montar uma carteira altamente rentável que gera renda crescente com dividendos ano após ano.

As 3 dicas poderosas para você montar uma carteira de dividendos vencedora

Para terminar, um pequeno resumo do que você aprendeu aqui:

  1. Para acelerar o crescimento do seu patrimônio, reinvista seus dividendos sempre.
  2. O mais importante são os fundamentos das empresas e NÃO o quanto de dividendos ela paga.
  3. Maximize seus resultados com segurança investindo em empresas boas que estejam com seu preço barato.

Espero que você tenha gostado do que aprendeu até aqui, mas caso você esteja buscando por informações mais avançadas e quer começar a investir melhor a partir de agora, clique aqui e assista a essa aula grátis que eu criei para que você veja como elevar para o próximo nível os seus resultados na bolsa de valores.

Trata-se de uma apresentação passo a passo do meu método e também de como você pode ter acesso a tudo isso através de um curso que eu criei para transformar você que é iniciante (ou não) em um investidor altamente lucrativo e assim começar, o quanto antes, a pavimentar a sua estrada rumo à liberdade financeira.

Confie em mim, é mais simples do que você pode imaginar. Vale à pena conferir.

Abraços e até a próxima!

Bruno Kataoka

 

 

  • Gustavo F

    Parabéns por mais este artigo de qualidade muito útil.

    • Bruno Kataoka

      Olá Gustavo!

      Obrigado pelo reconhecimento, isso me mostra que estou indo na direção certa!

      Abraços!

  • aldosilva6

    Eternit entraria em qual cenário? Hoje temos um problema no setor de imobiliário, você esperaria passar?

    • Bruno Kataoka

      Fala Aldo, tudo bem?

      Eu classificaria a Eternit como uma empresa ruim atualmente, pois ela tem apresentado prejuízo e dívida crescente. Não sei o motivo, pois não acompanho, mas dá pra concluir que algo de muito errado está acontecendo. O dividend yield está em torno de 4% ao ano, mas os fundamentos deteriorados não me passam confiança.

      Mas isso é minha opinião, alguém que conheça ela melhor poderia dar uma outra visão.

      Espero ter ajudado!

      Abraços

  • Bruno, neste caso, você acha melhor utilizar a AF do que a AT? Quais dessas análises você mais utiliza nas sua aplicações hoje?

    • Bruno Kataoka

      Olá Sebastião!

      Então, as 2 análises são importantes nesse caso, elas se complementam.

      Mas a que eu utilizo com mais frequência é a AT, pois os preços mudam todos os dias e eu acho mais fácil acompanhar pelos gráficos (mas isso no máximo 1x por semana e olhe lá).

      Já a AF eu utilizo apenas em 3 ocasiões:
      1. Para escolher alguma empresa para encarteirar.
      2. Para acompanhar o desempenho ANUAL das empresas que possuo em carteira (para ver se está tudo ok).
      3. Quando os preços chegam na Zona de Reversão para saber se existe algum motivo por trás da forte queda ou se é só pânico generalizado.

      Mas as 2 são importantes para você fazer uma análise mais completa, segura e eficiente.

      Abraços

  • Blz, Bruno. Eu já imaginava que você utilizaria mais a AT. Existe uma polêmica no mercado de qual técnica é a melhor. Alguns até preferem utilizar a Análise Fundamentalista porque acreditam que AT não é garantia de que uma empresa vai bem ou mal dependendo de um cenário macroeconômico.

    • Bruno Kataoka

      Olá Sebastião!

      Pois é, no final das contas cada um acaba fazendo aquilo que o deixa mais confortável.

      E nenhum técnica é capaz de garantir o que vai acontecer.

      Mas as 2 técnicas são boas e se você souber combiná-las, você vai ter uma visão muito mais clara das perspectivas.

      Não dá pra ter 100% de certeza do que vai acontecer, mas dá pra tomar decisões de investimento com as chances à seu favor.

      Não caia na furada de adotar uma técnica e desprezar a outra, que é o que a maioria faz.

      Não é à toa que a maioria sempre perde… rs

      Abraços!

  • É isso mesmo, Bruno! Você está certíssimo!

    Abraços.